Top Post

04 . Mar . 2013

Os verdadeiros gigantes do Nordeste sobreviveram

Em: Coluna

Não foi fácil. E quem disse que seria. Campinense e Asa desbancaram as maiores forças do futebol nordestino, sob o olhar desconfiado e preconceituoso de praticamente toda uma região, exceto de suas apaixonantes torcidas. O que para muitos é uma final de azarões, para todos – que lá no fundo reconhecem a superioridade dos dois times do interior – é a final do bom futebol.

Agora, os dois melhores conjuntos se encontram em uma final inédita. De um lado um Campinense que passou por Santa Cruz, Sport e Fortaleza. Do outro um Asa ainda mais questionado, mas, nem por isso menos surpreende. O fantasma do Nordeste, deixou para trás nada menos que, Vitória, ABC e Ceará.

Fase a fase os rivais entusiastas diziam frases do tipo Acabou o sonho do Barcelona do Nordeste, que agora sai para o Sport ou A sorte do Asa ficou na primeira fase e agora o ABC os coloca no seu devido lugar.

Não foi nas quartas de final onde os dois times foram parados. Muito menos nas semifinais, onde de uma forma ainda mais emocionante, os erradamente chamados pequenos acabaram com o “sonho” de alguns, que queriam ver no Estádio Castelão, da Copa das Cofederações e da Copa do Mundo, a decisão entre os rivais cearenses.

Não vai ser no Castelão a final da Copa do Nordeste 2013. A decisão será realizada nos modestos Fumeirão e Amigão, que estão longe do padrão FIFA, mas que representam muito mais o eterno desejo, sempre inacabado, do nordestino ser feliz.