Top Post

15 . Mai . 2013

Bianchi confia na sua estrela para eliminar o Corinthians

Em: Coluna

O Boca Juniors que o Corinthians vai enfrentar esta noite no Pacaembu é um time técnica e psicologicamente inferior àquele da final da Libertadores/2012, exceto por um detalhe: no banco de reservas, ao invés do bonachão Júlio Falcioni estará o sr. Carlos Bianchi, 64 anos, quatro vezes campeão Sul-americano e três vezes campeão Intercontinental.


O Boca atravessa talvez um dos piores momentos de toda a sua história. Está na antepenúltima colocação do Campeonato Argentino, sem ganhar um jogo há 11 rodadas, mas – como diz o jornal esportivo Olé de hoje – “Bianchi é Bianchi”. Na Libertadores, já cruzou sete vezes com times brasileiros e ganhou todas. Dos quatro títulos conquistados nesse torneio, três foram no Brasil.


Bianchi tenta mostrar respeito ao Corinthians e ao técnico Tite – a quem chama de “um ganhador” – mas acaba se traindo com frases do tipo: “Dá gosto jogar contra brasileiros”.


Além do mais, na opinião da mídia argentina, o jogo de hoje é o mais importante para Bianchi desde que assumiu o Boca Juniors, quatro meses e meio atrás.