Top Post

16 . Dez . 2019

Que legal

Em: Coluna

O Botafogo era o todo poderoso, o Mixto trabalhou para brigar pelo primeiro lugar, mas foi o Auto Esporte que conquistou o título de campeão paraibano no futebol feminino. E como isso aconteceu? Primeiro valeu a experiência do professor Guilherme Paiva, depois o empenho e o talento de suas atletas, que superaram inúmeros obstáculos até o dia em que levantaram o troféu de melhores da temporada.

Sabendo que teria pela frente adversários qualificados, Guilherme Paiva não dormiu no ponto. Sabia que não poderia contar com a diretoria, que só apareceu no dia da comemoração, e tratou de buscar apoio para bancar as despesas das atletas que foram convocadas para o grande desafio, que era conquistar a hegemonia do futebol feminino da Paraíba que pertencia ao Botafogo.

E deu certo. As dificuldades foram muitas, até porque o Auto Esporte hoje não tem estrutura para nada. Quer ter certeza? Visite o Colosso Alvirrubro, em Mangabeira, e sinta a falta de compromisso de uma diretoria com o futebol. O abandono é quase que total e não oferece nem a mínima condição para quem quer praticar futebol. Tudo que foi construído com amor e trabalho, por Evandro Lélis, Severino Paiva, Haroldo Navarro e tantos outros automobilistas, encontra-se em estado de penúria.

O interessante é que no jogo final e na comemoração, ainda teve dirigente botando a cara. Muito cinismo mesmo. A verdade é que o Auto Esporte foi campeão por causa do trabalho de Guilherme Paiva, do apoio de alguns colaboradores fora do clube e com o poder de superação das meninas. Esse grupo sim, merece todo reconhecimento e honras pelo título conquistado.

Satisfeito

O técnico Evaristo Piza ainda não definiu o ataque do time titular do Botafogo, mas garante que seu poder ofensivo está pronto para os desafios de 2020. Piza está tão empolgado que descarta a contratação de um camisa 9. Sendo assim, cabe a torcida esperar pelos jogos.

Positivo

O técnico Evaristo Piza ainda não definiu o ataque do time titular do Botafogo, mas garante que seu poder ofensivo está pronto para os desafios de 2020. Piza está tão empolgado que descarta a contratação de um camisa 9. Sendo assim, cabe a torcida esperar pelos jogos.

Negativo

A Assembleia Legislativa da Paraíba aprova Lei que autoriza venda de bebida nos estádios de futebol. Com isso, provoca uma ‘briga’ com a Comissão Estadual de Segurança e Combate a Violência nas praças de esportes do Estado.A Comissão promete lutar para evitar que esta Lei seja colocada em prática. Uma posição será tomada, logo que, a Lei seja regulamentada. O bicho vai pegar de verdade.

Melhor do Esporte

Ainda repercute de forma bem possitiva, a realização do Prêmio Melhor  do Esporte, que aconteceu sábado passado, no Cabo Branco. O ex-secretário de esportes de João Pessoa, Guto Clerot, destacou a organização do evento e a qualidade da premiação que leva a assinatura da Arte e Molduras e Casa dos Troféus e Medalhas.

No Foco

Ilenilson Aguiar deixou um legado muito forte para o esporte e para a maçonaria. Um homem dedicado, de cárater, prestativo, amigo e irmão de todas as horas. Já faz muita falta. Que o Grande Arquiteto do Universo o ilumine na eternidade.

Polígono

O time de voleibol masculino do Colégio Polígono foi homenageado na edição 2019 do Prêmio Melhor do Esporte. O trabalho realizado pelo professor Jorge Carvalho, com apoio da diretoria, representada pelo professor João Augusto, colheu impotantes resultados ao longo de mais uma temporada. Jorge Carvalho já está tratando com João Augusto, o projeto que será colocado em prática no próximo ano. O Polígono acredita na força do esporte e prepara novos investimentos.