Top Post

29 . Nov . 2017

No calor

Em: Coluna

Enquanto Raniery Soares lamenta a ausência do Esporte de Patos na elite do futebol profissional da Paraíba, João Grilo é só alegria com o Nacional-P, que fez bonito no Paraibano da Segunda Divisão e em 2018 estará mais uma vez no lugar de onde nunca deveria ter saído. Volta a disputar a Primeira Divisão e cheio de vontade.

E como será o Nacional de Patos em 2018? Não acredito em grandes investimentos, mas aposto na formação de um elenco capacitado para fazer bonito no Campeonato Paraibano. Pelo menos é o que se comenta na cidade, depois que aconteceu a renovação do contrato do técnico Marcos Nascimento, que gosta de trabalhar sério em busca de importantes conquistas.

Importante que nesta volta os torcedores do Nacional de Patos se mobilizem com diretores e conselheiros na formação de um elenco capaz de representar bem a cidade. O time nacionalino tem uma tradição forte no futebol da Paraíba e João Grilo sabe disso, pois foi atleta e dirigente dessa grande equipe. Sendo assim, é hora de unir forças para que o Nacional faça a alegria de Patos durante a temporada 2018.

É bom lembrar que Patos merece mais fortaleza no futebol profissional, como foi no passado. Por isso a vontade de Raniery Soares merece atenção, para que o Esporte se reorganize para recuperar o seu espaço na elite do futebol profissional. A cidade tem uma tradição forte no esporte. Só precisa unir forças, se planejar bem para que a Morada do Sol volte a ter o calor das duas grandes torcidas o mais rápido possível. O Nacional fez a sua parte. Em 2018 pode ser o momento do Esporte.

Cabo Branco

Sábado é dia de eleição no Cabo Branco. Gilberto Ruy é candidato a reeleição em chapa única. Com apoio da maioria dos associados. Gilberto Ruy tem feito uma ótima gestão e no novo mandato promete muito mais. É o Cabo Branco reencontrando o caminho do sucesso.

+POSITIVO

O piloto paraibano Léo Barbosa não esconde o seu otimismo para a última etapa da Fórmula 3 que será disputada dia 9, em Interlagos. Na terceira posição na clássificação geral, Léo faz planos para terminar a temporada em segundo. Ele é único piloto do Nordeste na F-3. E no primeiro ano mostra que tem talento para novos desafios e desperta interesse de centros mais avançados no automobilismo.

-NEGATIVO

O problema de Léo Barbosa e de quem faz esporte na Paraíba é a falta de grandes patrocinadores. O inconformismo é geral em todos os segmentos esportivos, pois se promete muito e não faze quase nada pelo esporte paraibano. O quadro é o pior possível e não existe uma perspectiva de melhora. Mesmo em cima de muitas dificuldades a Paraíba tem revelado importantes valores.

Final feliz

O Campeonto de Futebol do Clube dos Oficiais chegou ao final no sábado. O campeão foi o Barcelona que venceu a Inter de Milão por 2x1. Depois da premiação aconteceu uma grande confraternização. O presidente do COPM-BM, Coronel Francisco, agora planeja a inauguração do gramado sintético do campo de Campina Grande.

NO FOCO

O empresário Olavo Cruz de Lira confirmou presença no Prêmio Melhor do Esporte, no Cabo Branco. Também tem relevantes serviços prestado ao esporte paraibano, principalmente na base do futsal e futebol de 7.


Unipê

O time de voleibol masculino do Unipê, campeão nos Jogos Universitários Brasileiros e na Liga Paraibana de Voleibol, será homenageado no Prêmio Melhor do Esporte. Foi uma temporada positiva para o planejamento coordenado pelo professor José Geraldo.

Comente

Últimos Comentários

    Nenhum resultado encontrado.