Top Post

18 . Dez . 2013

No limite

Em: Coluna

Domingo passado recebi um e-mail de uma mãe de atleta que estava na final sub-7 da Liga Paraibana de Futsal, entre COPM e AAPB, no ginásio do Sindicato dos Bancários. Vou manter o nome em sigilo, até por uma questão de segurança, pois conheço muito bem os bastidores do nosso esporte. O conteúdo longo não me surpreendeu, já que faz mais de trinta anos que estou nessa estrada e conheço muito bem o comportamento de alguns pais que incentivam a violência, de técnicos que não tem compromisso com a educação dos jovens e de dirigentes que percorrem o caminho da parcialidade.


Com tudo que aconteceu no jogo entre COPM x AAPB, como mudanças de regras de última hora, insultos nas arquibancadas e dentro do campo de jogo e propostas inadequadas para esfriar o clima, a mãe não escondeu a sua indignação e preocupação com os fatos que estão acontecendo nas arquibancadas dos jogos de futsal na Paraíba. Os dirigentes de bom senso da Federação Paraibana de Futsal e da Liga Paraibana de Futsal também estão preocupados e devem trabalha forte em 2014 para acabar com essa selvageria que começa sempre com alguns pais despreparados e que usam o coração e não a razão.


A mãe preocupada e com razão, sugere que os pais, “educadores”, técnicos e dirigentes esportistas participem de palestras e cursos mensais para que aprendam a lidar com o esporte como uma questão de saúde física, mental e condutual. Seria bom também que as quadras mantivessem um cronômetro grande exposto e visível e que as regras fossem entregues no início do campeonato e discutidas e assinadas por todos os coordenadores de times. Bom seria ainda que os árbitros fossem mais bem instruídos e preservados e que houvesse segurança para evitar discussões mais acirradas por parte das torcidas.


Estou triste com esse quadro faz tempo, pois temos bons profissionais que são educadores e pais que consideram o esporte como uma ferramenta que colabora e muito com a educação dos filhos. Infelizmente temos os péssimos exemplos que se arrastam ao longo dos anos, que precisam ser banidos já, para evitar um esvaziamento maior nos ginásios, pois quem é do bem não quer o filho jovem testemunhando a selvageria praticada por adultos que não têm nenhum compromisso com a educação e formação da geração futuro.

Muito Bom

Contando com o apoio de toda a sua diretoria, o presidente da Apcef-PB, Carlos Espínola, realizou no último domingo o encerramento da pelada para máster e novatos. A festa reuniu um grande número de associados e os joggos foram disputados em clima de muita descontração. Carlos Espínola garante que em 2014 mais investimentos acontecerão no setor esportivo.

Positivo

O presidente da Federação Paraibana de Futsal, João Bosco Crispim, também promete agir com mais rigor em 2014 para tranquilizar a presença dos pais que vão aos ginásios torcer de forma civilizada. Bosco Crispim garante que em todos os congressos técnicos no próximo ano vai apresentar propostas para punir os praticantes da violência.

Negativo

Como o clima de violência está preocupando quem faz o futsal paraibano com espírito esportista, a saída é aumentar as taxas que são cobradas e fortalecer a presença de segurança em todos os ginásios. Os dirigentes vão sentir no bolso e ao mesmo tempo vão ter a obrigação de educar e até eliminar torcedores que só querem saber de violência. A ordem é não perder tempo.

No Foco

O Coronel Francisco de Assis ainda comemora o êxito do Campeonato Cinquentão que foi encerrado no último domingo, com uma grande festa nas dependências do Clube dos Oficiais. Para o Coronel Francisco, o time do COPM Delta foi o campeão, mas todos sairam vencedores. Logo depois da entrega da premiação aconteceu a tradicional confraternização entre os participantes do evento.

Jogos Escolares

Ainda esta semana o professor José Geraldo, da Gerência Operacional do Desporto Escolar vai se reunir com sua equipe de assessores para uma ampla avaliação sobre a realização dos Jogos Escolares Estaduais. O objetivo é fortalecer ainda mais a realização do evento em 2014. José Geraldo só agradece a todas as escolas presentes nos jogos deste ano em toda a Paraíba.

Mensagem

A presidente da Federação Paraibana de Futebol, Rosilene Gomes, disse que a reeleição do presidente do Campinense Clube, William Simões, é mais uma vitória da democracia no futebol e parabenizou o dirigente que venceu o pleito com 98% dos votos, comprovando assim a sua liderança e o bom trabalho que vem desenvolvendo a frente do clube. Rosilene Gomes encerrou a sua mensagem desejando sucesso em mais um mandato para William Simões.

Confiante

O presidente do Botafogo, Nelson Lira, sabe que as dificuldades serão muitas em 2014, mas como está acostumado a grandes desafios para fazer a torcida feliz, trabalha dia e noite para formar um elenco de nível e alcançar novas conquistas na próxima temporada. Nelson Lira esbanja confiança e conta mais uma vez com o apoio da numerosa torcida do Botafogo que promete prestigiar a diretoria na busca do bicampeonato e de outros títulos.