Top Post

17 . Jun . 2015

Nada de anormal

Em: Coluna

O Botafogo não foi campeão porque o Campinense aproveitou melhor as oportunidades e foi capaz de na fase mais importante do Campeonato Paraibano, mostrar força, determinação e superação para proporcionar um colorido especial à festa do seu centenário. Não tem mais o que contestar. O título foi conquistado merecidamente e bem valorizado por Botafogo, Treze e Auto Esporte no quadrangular decisivo.

Cabe ao Botafogo se estruturar a partir de agora para fazer a sua estrela brilhar na Série C do Campeonato Brasileiro. Para atingir essa meta tem que contratar, pois a qualidade do atual elenco deixa muito a desejar e isso ficou evidente nas disputas anteriores. Sendo assim, vale mais um sacrifício da diretoria para que o nível técnico do grupo melhore, antes que seja tarde demais.

É bom lembrar que a diretoria do Botafogo ofereceu todas as condições para os jogadores e comissão técnica. O problema é que nem todas as contratações deram certas e alguns valores da temporada passada não permaneceram. Isso fez o rendimento geral cair de produção e adiar o sonho do tricampeonato.

Mas tudo isso passa e faz parte do jogo . O que o Botafogo tem que fazer a partir de agora é brigar para chegar a tão sonhada Série B ou então se manter na Série C. Agora para atingir uma das metas terá que reforçar o atual elenco. Antes tarde do que nunca. O torcedor ainda acredita que algo de bom vai acontecer, mas também sabe que o elenco precisa ser reforçado. Sendo assim, mãos a obra.

Cabo Branco

O presidente do Cabo Branco, Antônio Toledo, deve se reunir com os seus assessores ainda esta semana, com o objetivo de planejar as ações no segumento esportivo para o segundo semestre. Tudo será programado dentro das comemorações dos 100 anos do clube. Toledo acredita que com o apoio de alguns parceiros e da diretoria, o Cabo Branco terá um restante de ano mais promissor no esporte.

Positivo

O presidente da Associação do Pessoal da Caixa Econômica Federal da Paraíba  - Apcef-PB  - Carlos Espínola, ainda comemora o êxito daa Corrida Fenae do Pessoal da Caixa que foi realizada no último sábado e prestigiada por um bom número de associados. Toda a diretoria da Apcef-PB se empenhou na manhã de esporte e lazer que terminou numa grande confraternização. Também no segmento esportivo a Apcef-PB vai muito bem com suas ações.

Negativo

O   futebol paraibano precisa crescer mesmo. Chega de tanta pobreza, dentro e fora de campo.Primeiro é preciso que algumas figurinhas carimbadas da crônica esportiva saiam do ar, pois ninguém aguenta mais tanta subserviência na busca de interesses próprios. Depois é preciso que alguns dirigentes passem por uma reciclagem e entrem no mundo moderno do esporte. Pelo menos é isso que manda o bom senso e o que espera o torcedor consciente.

No Foco

A diretoria da AABB de João Pessoa se reuniu recentemente com todos os seus colaboradores para definir ações para o segundo semestre. A coordenação de esportes que agora tem a frente o professor Rogério Velinho, vai ampliar a oferta de esportes e cursos para sócios e comunidade geral. O presidente da AABB-JP, Eufrauzio Neves de Araújo também acredita na nova programação esportiva.

Escola de Vôlei

Até a próxima sexta-feira, será definida toda a programação da Escola de Vôlei do Bernardinho, que terá as suas atividades no ginásio do Clube dos Oficiais, logo no início do segundo semestre. O coordenador Pedro Wanderley está otimista com as pré-matrículas que foram feitas e acredita até o final do mês as metas serão alcançadas. Os contatos podem ser feitos pelo telefone 3045 9264.

Curso no futsal

A Federação Paraibana de Futsal (FPFS) vai realizar o Curso de Formação de Oficiais de Arbitragem. O evento será realizado no período de 13 a 19 no auditório do Colégio Motiva Tambaú, em João Pessoa. A inscrição custa R$ 200,00 e os interessados devem ligar para 98777 5070 e 98632 3884. O presidente da FPFS, João Bosco Crispim, avisa que as vagas são limitadas e que as inscrições serão encerradas dia 1º de julho. O objetivo do curso é fortalecer cada vez o surgimento de novos árbitros para o quadro da entidade.