Top Post

23 . Mai . 2016

No sufoco

Em: Coluna

O Campinense sofreu, mas venceu o CSP por 1x0 no estádio Amigão e agora só depende de um empate no jogo da volta, para ser finalista do Campeonato Paraibano e alimentar o sonho do bicampeonato. A Raposa teve um desempenho abaixo do normal e chegou a irritar os torcedores.

O técnico Francisco Diá viu o péssimo desempenho do seu time e chegou a acusar o CSP de praticar o antijogo. Na realidade o que o Tigre fez foi marcar forte, explorar os contra-ataques e administrar a vantagem de jogar por dois empates para ser finalista, o que não acontece mais porque perdeu o jogo, com o Campinense marcando aos 45 do segundo tempo.

O CSP fez tudo certo, mas descuidou no finalzinho. Marcou bem, neutralizou as principais jogadas do Campinense e tinha tudo para sair de campo com um melhor resultado, mas não deu. Agora cabe ao técnico Tazinho armar o seu time de forma diferente para tentar vencer a partida de volta, marcada para esta quarta-feira, no Almeidão.

Ao Campinense cabe administrar a vantagem que tem. Antes o técnico Francisco Diá precisa deixar de lado o discurso de quem está desesperado, pois o Campinense vive um bom momento. Se perdeu um pouco de ritmo por conta da paralisação do Campeonato Paraibano, é porque faltou mais trabalho. Sendo assim, Diá tem mais é que fazer o seu time jogar o que sabe para fazer a sua torcida feliz.