Top Post

27 . Jan . 2016

Perdidos no espaço

Em: Coluna

Sem força, pressionado, sem campo e com um calendário ridículo oferecido pela Confederação Brasileira de Futebol. É esse o ambiente que vive o presidente da Federação Paraibana de Futebol, Amadeu Rodrigues, depois que recebeu a recomendação do Ministério Público para adiar o início do Campeonato Paraibano ou começar no próximo sábado, sem torcida em campo.

O desespero é geral e tudo indica que a FPF decidiu medir forças com o Ministério Público, pois reuniu os representantes de clubes, criou um documento para pedir a intervenção do Governo do Estado para que os laudos técnicos sejam apresentados para que a comissão de vistoria possa aprovar ou não os campos que foram colocados disposição do Campeonato Paraibano.

O filme é antigo. Se for para cumprir o que determina o Estatuto do Torcedor, até os principais estádios da Paraíba - Almeidão e Amigão - serão vetados. O quadro é o pior possível. Basta lembrar que não faz muito tempo que foi anunciada uma grande obra de reforma no Almeidão e na primeira chuva a água alagou tudo que tinha direito.

O futebol da Paraíba precisa ser levado mais a sério. Essa iniciativa da FPF de misturar politica com futebol foi horrível. Será que o governador Ricardo Coutinho vai forçar a barra para o Paraibano começar com os campos sem estrutura? Acredito que não. O Ministério Público está atento a tudo e a todos e até agora o início do Paraibano é uma incógnita.